segunda-feira, 20 de junho de 2011

O amor e suas armas na voz de Sade

Para muitos ouvintes de FM, principalmente no horário noturno, onde os flash-backs e os ritmos menos acelerados tomam conta do dial, a voz de veludo da nigeriana Sade Adu é bastante familiar, embora a sua pessoa nem sempre esteja associada às suas canções no imaginário popular. Isso é facilmente explicado pelo fato dela não estar exposta à mídia, deixando os holofotes direcionados apenas à sua obra. Você pode até nem saber quem ela é, mas certamente já escutou muitas de suas músicas.

Para muitos, o gênero defendido por Sade poderia ser associado à meia-luz dos casais em encontros fortuitos e íntimos. Uma de suas canções mais conhecidas é a música de fundo tocada nas cenas entre Demi Moore e Robert Redford no filme "Proposta Indecente". "No Ordinary Love" está entre as dez mais pedidas para criar um clima em qualquer ocasião.





Suas influências musicais foram pautadas pelo soul e pelo jazz, influenciada pela mãe, que a levou para a Inglaterra aos 4 de anos de idade, por lá fincando raízes e iniciando uma trajetória de sucesso. Suas maiores referências são Marvin Gaye, Nina Simone, Aretha Franklin, Ray Charles e a brasileira Astrud Glberto. Seus vídeos e sua imagem são pautadas por um extremo apuro visual, lapidados pelos anos de faculdade. Além de cantora, Sade é formada em design de moda na St. Martin's School of Art em Londres, a mais respeitada e conceituada da Inglaterra, de onde saíram nomes como os estilistas John Galliano, Alexander McQueen e Stella McCartney.

Sua discografia já consta de dez discos, sendo 6 de canções inéditas e 4 de remixes e Greatest Hits. O seu último de inéditas foi o "Soldier of Love", lançado no ano passado, cuja canção "Babyfather" ganhou o Grammy de melhor canção pop por conjunto musical.


Sade compõe e produz os seus próprios discos, além de administrar uma carreira pautada por aparições discretas, mas eficientes, evitando esta forma a hiper-exposição e gerando nos fãs a expectativa por seus próximos trabalhos. Geralmente seus discos tomavam um hiato de três a quatro anos entre si, mas "Soldier of Love" demorou 10 anos para vir á tona, desde o seu anterior, "Lovers Rock", de 2000.

Soldier of Love é basicamente um disco com arranjos sofisticados, apresentando histórias sobre um amor que passa longe de ser aquele pintado com cores utópicas da música pop, tão disseminado pela cultura de massa. O amor cantado por Sade tanto consome em chamas quanto faz os seus hospedeiros renascerem, estabelecendo narrativas reflexivas sobre o quanto nossos corações podem complicar sentimentos que se mostram tão simples e puros em suas essências.

Mas nem por isso é um disco de fossa. A própria "Babyfather" tem uma levada reggae e é uma brisa de cores e calor num disco honesto sobre este sentimento tão idealizado e nunca alcançado em sua essência. 

"Soldier of Love" é garantia de satisfação musical, e está sendo sorteado aqui na Cajumanga! Para tanto, basta seguir o blog no Twitter, e dar RT na seguinte mensagem:

"Eu quero ganhar o CD Soldier of Love da Sade q a @cajumanga tá sorteando: http://kingo.to/Gcp " 

O resultado sai no dia 30 de Junho!

Um comentário:

  1. Juliano...
    adorei seu blog e sua arte,parabens !!!
    Sou a Andrea que estava no bazar (domingo) representante dos Esmaltes Volare.
    Grande abraço.
    Andrea Medeiros
    http://vitrinerepresentacoes.blogspot.com/
    @VitrineRepres

    ResponderExcluir