segunda-feira, 6 de setembro de 2010

TOM ZÉ MIMA O PÚBLICO

Tom Zé é um artista não-convencional. Graças a Deus. Por isso mesmo, ele arrasta multidões por onde passa. Sejam seus fiéis fãs e admiradores, sejam aqueles que nunca ouviram o seu som. É impossível passar incólume por Tom Zé. com um show marcado para as 22 horas, ele entrou no palco às 22:25, o que nem foi considerado um atraso para quem se dirigiu ao palco na Praça do Carmo, cartão-postal de Olinda. "Tom Zé, atrasado?" Perguntariam alguns. "Que nada, isso é só para dar um gostinho a mais de ansiedade pelo show", responderiam outros. E a ansiedade foi aplacada com a entrada ireverente de um dos maiores ícones da Tropicalia, vértice modernizador da música popular brasileira.

É lógico que num festival cujo mote é a democratização da música, Tom Zé iria abrir a sua bagagem irônica e provocar o público. Num dos momentos mais descontraídos, criticou quem não gosta de gastar dinheiro comprando cds, mas garantiu que o seu mais novo trabalho, "Pirulito da Ciência" não seria um desperdício.



O show hipnotizou o público, presenteando a todos os gostos musicais: Tom Zé passeia com propriedade sobre o rock, o samba e a bossa, metralhando letras críticas, inteligentes e bem-humoradas. Em uma hora de espetáculo, o baiano de Irará cresce, se agiganta e deixa a platéia extasiada com a sua energia: Em determinado momento do show, era fácil encontrar pessoas que o viam pela primeira vez, cantarolando parte de suas letras ao longo da festa. Ali estavam mais alguns para o rebanho de admiradores de sua obra. Foi a prova cabal para refutar a lógica daqueles que acreditam que o povo nunca seria consumidor de um artista deste quilate.


O repertório foi bascamente de "Pirulito da Ciência", tendo como destaque a ácida "Companheiro Bush" e "Tô". O que mais chamou a atenção é a perfeita sinergia trocada entre o artista e a platéia. Entre uma música e outra, ele contou sobre o seu novo projeto e sobre suas músicas em geral, inclusive algo sobre tentar escrever músicas para lavar pratos, o que arrancou risos da platéia. "Pirulito da Ciência", CD e DVD que resumem a carreira de Tom Zé, foi apresentado como uma provocação ao público que estava em Olinda: Com apenas uma hora de show, deixou fãs e espectadores querendo mais.



Texto:
Juliano Mendes da Hora
Marina Maranhão


Fotos:
Marina Maranhão

Nenhum comentário:

Postar um comentário