sexta-feira, 3 de setembro de 2010

PRAZER, CADÊ?

Ontem passei a tarde conversando com uma professora de estudos de gêneros da universidade e chegamos a uma conclusão: Roubaram o prazer da existência.

Experimenta sair por aí sorrindo. E proteja o seu motivo. Ele e a sua felicidade a tiracolo podem parecer ofensivos às pessoas em geral. O sorriso é subversivo.




Por Juliano Mendes da Hora

Nenhum comentário:

Postar um comentário