quarta-feira, 26 de maio de 2010

O HOMEM DO NORDESTE ETERNIZADO NO MUSEU

Em março passado tive a satisfação de visitar alguns amigos na Fundação Joaquim Nabuco - Recife – PE, pessoas que cuidam, e muito bem, do Museu do Homem do Nordeste que teve a primeira fase de sua revitalização concluída em Dezembro de 2008.

Com o nome de “Nordeste: territórios plurais, culturais e direitos coletivos”, esta primeira etapa, foi reaberta ao público com 750m2 de circuito expositivo, ficando 450m2 para serem inaugurados em 2010. Um belo e moderno trabalho de expografia, iluminação e sonorização que encanta aos olhos de quem visita.

São Calungas, Reis do Maracatu, Caboclos, Boiadeiros, demonstrações de fé e sincretismo religioso, santeiros do barro e da madeira, ex-votos e batuques. Um verdadeiro “Caldeirão Cultural” que se mantém vivo até os dias de hoje no Homem Nordestino. Portanto não é um Museu de coisas mortas, visitas ao passado e sim de pura e pulsante manifestação de uma cultura que se nega a morrer.



Sua Criação:
(Com informações do Fórum dos museus de Pernambuco)

Criado a partir das idéias museológicas defendidas pelo sociólogo Gilberto Freyre, o Museu do Homem do Nordeste nasceu da fusão de três outros museus: o Museu de Antropologia (1961-1979), pertencente ao então Instituto Joaquim Nabuco de Pesquisas Sociais; o Museu de Arte Popular (1955-1966), ligado ao Governo do Estado de Pernambuco; e o Museu do Açúcar (1963-1977), do extinto Instituto do Açúcar e do Álcool.

O autor de Casa-grande & Senzala e de outras obras basilares para a compreensão da sociedade brasileira, defendeu, em 1924, a criação de museus regionais de caráter antropológico, afirmando ser fundamental a fundação, no Brasil, particularmente no Nordeste, de museus de um tipo novo: que reunisse valores expressivos da cultura e do ethos de gentes brasileiramente regionais. Após a incorporação dos acervos do Museu de Arte Popular e do Museu do Açúcar, Freyre completaria a representação museológica do que ele compreendia ser o conjunto da cultura desse homem nacionalmente brasileiro, regionalmente nordestino. Em 1979, é instituída a criação do Museu do Homem do Nordeste, ligado à atual Diretoria de Documentação da Fundação Joaquim Nabuco, vinculada ao Ministério da Educação.



Hoje, o Museu reúne um acervo de cerca de 15.000 peças de caráter histórico e antropológico, que conduz à compreensão da formação histórico-cultural da região, bem como dos modos de vida e aspectos ligados à cultura dos grupos étnico-sociais que compuseram e compõem a atual região Nordeste do Brasil.

Confira mais fotos (Clique para aumentá-las):










Confiram mais fotos que fiz em minha ultima visita:
http://www.flickr.com/photos/jeffcelophane/sets/72157623921312479/

Mais fotos no Flickr do Museu do Homem:
http://www.flickr.com/photos/museudohomemdonordeste/sets/72157623209471648/

Saiba mais sobre o Museu, clicando aqui.


Visitação:
Terça, quarta e sexta-feira · 11h00 às 17h00
Quinta-feira · 08h00 às 17h00
Sábado, domingo e feriado · 13h00 às 17h00
Avenida Dezessete de Agosto 2187
Casa Forte · Recife · PE
muhne@fundaj.gov.br


Texto e Fotos: Jefferson Duarte
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário