domingo, 25 de abril de 2010

SOLTE A DANCING QUEEN QUE HÁ EM VOCÊ

PREMIADA TURNÊ QUE CELEBRA A CARREIRA DO ABBA CHEGA AO BRASIL ARREBATANDO FÃS

Se você está em algum lugar entre a casa dos trinta e a dos quarenta anos, e gosta de acompanhar as paradas radiofônicas de sucesso, com certeza já dançou ao som do Abba. Sucesso estrondoso da década de 70, a banda era composta pelos integrantes Björn Ulvaeus e Benny Andersson, que compunham as melodias e letras do grupo, e as vocalistas Agnetha Fältskog e Anni-Frid Lyngstad (que também era conhecida como Frida). Com apenas dez anos de carreira, eles chamaram a atenção do público com um visual colorido que remetia ao hedonismo das pitas de dança. Formado oficialmente em 1972, o seu auge se deu na segunda metade da década de 70 e o início dos anos 80, quando lançou seu último álbum, entitulado "The Visitors", em 1982.

Após o fim do que se tornou uma marca indelével da cultura disco, a música do Abba enfrentou adjetivos como "cafona" e "exagerada", tanto pelos arranjos, quanto pela quantidade de açúcar encontrada em suas letras, algo inadmissível para a ironia e a acidez da música pop da década seguinte. A banda pode ter acabado, mas a imagem de ídolos criada em torno deles não. Reconhecida como a banda de música pop que mais vendeu discos na história da música fonográfica (375 milhões ao redor do mundo), ela ainda rende dividendo aos seus ex-integrantes, com cerca de 3 milhões de discos vendidos por ano.


A banda original nos anos 70

Qual a razão para que eles ainda continuem vivos no imaginário da música contemporânea? A cada temporada, a mídia se encarrega de servir o próximo grande estouro da música, da moda e das artes, para serem consumidos no cardápio cultural. O único empecilho que a indústria cultural encontra para que suas trendências sejam seguidas é justamente o fator humano das relações midiáticas: O carisma do Abba deixou marcas nos corações de seus fãs. É como no cinema: Não adianta a crítica argumentar contra, se o público gostou e quer mais. Nenhuma festa de aniversário, casamento ou formatura sobrevive sem "Dancing Queen", "Mamma Mia" ou "Gimme! Gimme! Gimme!".


Björn, Benny, Frida e Agnetha na era Voulez-Vous

São cada vez mais raras as ocasiões em que o público toma de assalto o cetro de poder da indústria cultural, que acaba se rendendo à força deste apelo popular, não vendo outra alternativa a não ser revisitar estes ícones de tempos em tempos e serví-los para consumo. Eis que vinte e oito anos depois, o Abba segue em mais um ciclo de visitas regado de nostalgia: Está em turnê no Brasil o espetáculo "Abba- The Show", formado pela única banda cover oficialmente aprovada por Benny, Björn, Agnetha e Frida.

À princípio, é fácil se perguntar "Mas por que eu iria para um show cover?" A resposta é simples: a performance, o cuidado com a iluminação, a cenografia, o figurino, e principalmente, a banda e as vozes presents fazem jus a toda a energia presente na trajetória do Abba. As vocalistas Camilla Hedrén e Katja Nord resolveram embracar nesta viagem em 1996, quando resolveram formar uma banda-tributo, fundando então a Waterloo, em homenagem à um dos maiores sucessos do quarteto sueco. Após a aprovação de Benny e Björn, elas seguiram em turnês que aumentou cada vez mais o séquito de fãs interessados em reviver todos aqueles anos de uma música despretensiosa e divertida.



Camilla Hedrén e Katja Nord em "Abba - The Show"

O espetáculo foi concebido para oferecer aos fãs a sensação mais próxima possível do que seria estar em um show da banda original nos dias atuais. O esmero e a dedicação alcançaram um nível tão alto, que o show é considerado pelo fã-clube oficial como "o melhor Abba desde o Abba". Seguindo uma turnê mundial e passado por locais de renome como Hollywood Bowl, Royal Albert Hall e a Wembley Arena, em Londres, "Abba - The Show" aporta no Brasil em uma turnê que passa por Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba, Recife, Brasília, Porto Alegre e Belo Horizonte. Confira as datas aqui.


Assista uma prévia do que os fãs brasileiros devem esperar:


Se você está planejando conferir esta turnê na sua cidade, trate logo de preparar o seu visual mais discothéque e glamouroso, sem esquecer de decorar as letras da banda para cantarolar enquanto dança!

Para não fazer feio na pista, a Cajumanga vai te dar uma força: Que tal ganhar o CD com a trilha sonora do filme "Mamma Mia", composta por sucessos do Abba??



COMO??

Simples, basta seguir a cajumanga no Twitter, e dar um RT da seguinte mensagem: "Eu quero o CD do filme Mamma Mia c/ #musicas do #Abba q @cajumanga tá sorteando!"

O resultado sai no dia 5 de maio!

Para quem esteve fora da órbita terrestre nos últimos dois anos, "Mamma Mia - O Filme", é a adaptação para o cinema de um dos mais bem-sucedidos musicais da história do teatro britânico, com apresentações e versões em vários países. O enredo nos apresenta a jovem Sophie, que está se preparando para casar-se com o seu namorado. A cerimônia será no hotel de sua mãe em uma ilha paradisíaca na Grécia. Apesar do esforço e da dedicação de sua mãe, ela sente a falta de uma presença paterna, e este desejo aumenta à medida em que o dia de núpcias se aproxima. Ao descobrir um diário da mãe, escrito na época da gravidez, Sophie descobre que ela pode ser a filha de um dos três homens com quem sua mãe se relacionou em um mesmo período.




Sophie decide convidá-los para a festa, a fim de desvendar a verdadeira identidade daquele que a gerou. No meio disso tudo, estão diálogos e passagens recheados com as canções do Abba, entoadas por um elenco estelar composto por Meryl Streep, Pierce Brosnan, Colin Firth e Julie Walters.



Se você tem a imagem de musicais como aqueles filmes onde todos de repente param o que estão fazendo e saem cantando e dançando loucamente, para depois agir como se nada tivesse acontecido, este filme não foge à regra. Mas em vez de números musicais tipicamente jazzísticos, como nos clássicos, este aqui faz com que você levante da poltrona para dançar junto com os personagens ao som dos loucos anos 70.





Assista o trailer:



Gostou? Então, não esqueça: se quiser faturar o CD com a trilha sonora, siga a gente no Twitter, e dê um RT: "Eu quero o CD do filme Mamma Mia c/ #musicas do #Abba q @cajumanga tá sorteando!"

Quem sabe não dá tempo de bolar alguma coreografia legal?

Dia 5 de Maio você confere quem ganhou!


Por Juliano Mendes da Hora
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário