domingo, 25 de abril de 2010

CASTLE: UMA RELEITURA DO QUARTO PODER

Jornalista e escritor. Fã da ironia e de suspense. Paixão levemente platônica, aquele ponto em que você não sabe mais distinguir. Inteligente com um jeito bobo e o pai que todas querem (ou até o namorado, dependendo do gosto). Agora junte tudo isso e vai se resumir em um nome: Castle.

Série exibida na ABC, nos EUA, e AXN, no Brasil (todas as quartas), Castle gira em torno de um escritor de best-sellers de suspense que após ter o apoio do prefeito, passa a acompanhar os casos policiais junto de Beckett, charmosa e bonita porém ríspida detetive (ao assistir o seriado, é notável que ela só precisa de uma vida social - ou estaria ela só omitindo sua paixão pelo famoso Richard Castle?). Daí o escritor tira suas ideias para livros e inclusive escreve um baseado em Beckett, chamado "Heat Wave" (uau, hein?).

Castle é uma série obrigatória para todos, não se restringindo aos jornalistas. Com humor balenceado, casos complexos e uma dose de romance, é um achado aos que possuem bom gosto e humor.
Quer um gostinho desse seriado que promete decolar?



"Castle: Thank you.
Beckett: For what?
Castle: For using 'irony' correctly. Ever since that Alanis Morissette song, people use it when they actually mean 'coincidence.' It drives me nuts!"

"Castle: Obrigado.
Beckett: Pelo quê?
Castle: Por usar 'ironia' corretamente. Desde aquela música de Alanis Morissette, as pessoas usam ironia quando elas, na verdade, querem dizer 'coincidência.' Isso me enlouquece!"





Por Jéssica Ferreira
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário